29 junho 2010

Oi é investigada por invasão de privacidade

O Dep. de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça investiga possível invasão de privacidade dos usuários Velox, graças ao uso de uma ferramenta de monitoramento, chamada Webwise.

Em Dezembro de 2009 eu já havia mencionado que a Oi, assim como muitos outros provedores, já praticam invasão de privacidade graças a natureza da tecnologia envolvida no acesso à Internet.

Invasão de Privacidade no Oi Velox para controle de velocidade

É possível, sem instalar qualquer programa nos computadores dos usuários, identificar quais sites os usuários estão acessando. O programa Webwise na verdade é um complemento para cruzar informações. Esta investigação do DPDC deveria se extender a uma análise técnica dos roteadores e servidores utilizados pela Oi, e por outros servidores.

Identificar quais sites são acessados pelo usuário não é difícil para a Oi. Ela já faz isso. Difícil é obter informações como tempo gasto e programas.

*** Atualização ***
Enviei o e-mail abaixo à Sra. Laura Schertel Mendes, coordenadora geral de Supervisão e Controle do DPDC, exigindo que nesta investigação com relação ao uso do software BT Webwise, também fosse feito um trabalho para auditoria dos servidores e roteadores da Oi, assim como de outros provedores que praticam Traffic Shaping.

Bruno Borges Tue, Jun 29, 2010 at 7:26 PM
To: laura.mendes@mj.gov.br
Boa noite Laura,

    Acompanho os movimentos da Oi com relação ao Webwise desde Dezembro de 2009, quando apontei em meu blog que a empresa já praticava invasão de privacidade em seus usuários Velox remotamente, ao identificar em seus servidores/roteadores o conteúdo acessado com o propósito de limitar a velocidade dos usuários. Ao ver o recente anúncio da investigação oficial contra o BT Webwise, gostaria de em primeiro lugar, parabenizar pelo trabalho, e em segundo lugar, pedir que esta investigação não se limitasse somente ao uso do BT Webwise nos computadores dos usuários, mas também a uma auditoria e investigação nos servidores/roteadores da Oi, e de outros provedores de Internet. O motivo é o Traffic Shaping ilegal.

    A técnica de Traffic Shaping praticada pela Oi é invasiva, pois restringe somente conteúdos de vídeos. Não bastasse a invasão nos dados trafegados entre servidores e o computador do cliente para identificar que se trata de vídeos, a Oi ainda pratica ilicitamente, um limite de velocidade para não prejudicar sua má dimensionada infraestrutura. Os planos oferecidos pela empresa não condizem com a sua infraestrutura, além de induzirem usuários a contratarem planos mais caros (e supostamente mais velozes) ao encontrarem lentidão em suas conexões.

    Fica evidente neste vídeo que gravei, que a Oi utiliza técnicas avançadas de Traffic Shaping para dificultar a constatação da prática abusiva de limites de velocidades.

    Assim como a Oi induziu usuários do Velox a instalarem o BT Webwise, ocorre também uma indução à contratação de planos mais velozes para solucionar os problemas de velocidades derivados da prática do Traffic Shaping.

    Gostaria se possível, de alguma forma participar, como cidadão e usuário, destas investigações ou ao menos receber uma confirmação de que haverá algum trabalho para analisar as constatações levantadas por mim neste e-mail.

Atenciosamente,

Bruno blog.brunoborges.com.br
+55 21 76727099

Tchau!
Postar um comentário
Contato

Email:bruno.borges(at)gmail.com

LinkedIn: www.linkedin.com/in/brunocborges
Twitter: www.twitter.com/brunoborges
Comprei e Não Vou
Rio de Janeiro, RJ Brasil
Oracle
São Paulo, SP Brasil