11 novembro 2008

Resumo da ApacheCon US 2008 - Parte 1

ApacheCon US 2008
Antes tarde do que nunca. Fiquei na pendência de resumir 3 dias da conferência, mas por causa de tanto agito durante estes dias, deixei para trás. Mas, aqui está! Cheguei de viagem e com uma carga enorme de informação para compartilhar com vocês. Ah, e antes de mais nada, obrigado Apache! Não fosse por vocês (e as empresas que financiam a fundação) eu não estaria lá.

Começo esta primeira parte com, é claro, a:

Quarta-feira, 05/11

Bela manhã em New Orleans, com temperatura na faixa de 22C e sol brilhando no horizonte. O café da manhã na conferência foi o típico Coffee & Milk da Starbucks e vários tipos de cookies (e assim se repetiu durante os dias seguintes.)

David Recordon, durante o Keynote de abertura, falou sobre como o Open Source está revolucionando a nossa forma de pensar, codificar e lucrar com software. Nos tempos atuais, disse ele, não é mais uma questão de código-aberto, mas sim de padrões abertos, especificações e interoperabilidade aberta entre diversas tecnologias. Ele também falou da Open Web Foundation, organização sem fins lucrativos - como a Apache - com o objetivo de ajudar na definição de padrões Web.

Painel: The Business of Open Source
Logo após me dirigi à sala onde rolou um painel de discussão sobre Open Source com pessoas por trás das empresas que prestam serviço, e lucram, sobre Open Source. Uma conversa interessante para saber o que o setor privado anda pensando. Conclusão: dá para ganhar dinheiro com Open Source!! (se você ainda não acreditava, comece a acreditar...) Mike Bates, CEO da Hotwax Media; Phil Robb, R&D Manager da HP; Mark Brewer, vice presidente da SpringSource e Debbie Moynihan da FUSE afirmaram isto, sem medo.

Adoption-led: A rather obvious of talking about Open Source
Continuei na mesma sala para assistir à palestra de Simon Phipps, Chief Open Source Officer da Sun Microsystems, veio falar sobre modelo de negócio Open Source, o chamado "Subscription Model", onde se contrata suporte enquanto o produto (software) é gratuito. Se você possui uma empresa e quer ganhar dinheiro com Open Source, vale a pena pesquisar sobre este modelo. Se você dirige uma empresa e tem medo de adotar Open Source, fique sabendo que sempre há uma empresa por trás de um produto Open Source oferecendo Suporte por contrato. Nesta palestra, ao sair, encontro ninguém menos do que meu amigo Bruno Souza e a sua capa-Brasil. Definitivamente, não esperava encontrá-lo na ApacheCon! Foi bom revê-lo chará! :-)

Hora do almoço, patrocinado pelo Google. Sanduiches estilo Subway e bebidas grátis não deixaram a desejar.

Top 10 scalability mistakes
Aqui, momento de decepção. Quem, como eu, foi à palestra para obter informação comum a projetos de grande porte, preferencialmente em Java, encontrou uma sessão de dicas e exemplos de configurações para configurar um site em... PHP. A falta destas 3 letras na descrição da palestra irritou muita gente, que lotou a sala, mas ficou até o final para pelo menos absorver o que foi passado e poder aplicar, de alguma forma, a seus projetos.

Experiences with Real World OFBiz Projects
Queria muito aprender sobre o Apache Open for Business nesta conferência, mas o symposium rolava ao mesmo tempo que as outras palestras que me interessavam também. Nesta, esperei obter um pouco de informação do uso do OFBiz afora em grandes projetos, mas o que encontrei foram estatísticas de tempo de desenvolvimento, cronogramas e coisas do gênero. Seria útil para um gerente de projeto, talvez. Outras palestras rolaram, inclusive técnicas, mas acabei não participando. Fica para a próxima OFBiz!!

Break extendido. Preferi ficar no Hall após o break normal, pois nenhuma palestra me interessou. Fiquei na mesa com o Martijn Dashorst, committer do Apache Wicket e o Jeremy Thomerson, contribuidor do projeto como eu. Conversamos sobre o projeto, corrigimos alguns bugs e sem dúvida nos divertimos com assuntos non-geeks. Novas e ótimas amizades fiz aqui. Jeremy e eu decidimos agendar um BoF (Birds of a Feather) no final do dia, para conversar sobre o framework com outros desenvolvedores, tentar obter informação sobre uso em projetos, se há alguma coisa que poderia ser melhorada, etc.

Wicket in Action
A última do dia, não poderia deixar de ir, é claro. Martijn falou sobre o Apache Wicket. Nada que eu já não soubesse, mas fui prestigiá-lo. Numa ApacheCon, existe gente de todo o ramo: Web Development, SOA, Infra-structure, Administration. Mas para uma palestra de Wicket, realmente foi incrível ver a sala lotada. Foi uma das sessões mais movimentadas deste dia. No final da palestra, o Martijn anunciou o BoF agendado anteriormente por mim e pelo Jeremy e algumas pessoas se interessaram em comparecer, perguntando o horário e a sala onde iria rolar.

Free Beer as in Free Software
Quem conhece a expressão inversa, entenderá! Um dos patrocinadores ofereceu durante o break antes dos BoFs, cerveja para todos. Devo dizer que fiquei contente? :-)

BoF Apache Maven
Participei, junto com Martijn e Jeremy, do BoF sobre "Build Tools & Artifact Repositories", mas que acabou sendo de fato um BoF sobre o Apache Maven. Abri meu pom.xml e comecei a fazer perguntas e pedidos de funcionalidades aos committers. Finalmente pude reclamar do perrengue que é importar trocentos artefatos do mesmo grupo. Pedido anotado!

BoF Apache Wicket
A maioria deixou a sala, e ficaram mais ou menos 6 pessoas, além de Martijn, Jeremy e eu, para discutir sobre o framework. Nenhum dos presentes apresentou uma reclamação. Muito pelo contrário, todos elogiaram e começaram a falar dos seus projetos e em como estão obtendo sucesso na rápida implementação! Foi muito bom ouvir isso deles. Também havia um Gerente participando, pois na sua empresa ele deve decidir em breve qual tecnologia utilizar para o seu sistema de Healthcare. No final, perguntamos se ele já havia se decidido mas ele hesitou em apenas responder que pelo o que ouviu, não será difícil a escolha, depois de comparar com outros frameworks. Nice!

Após a conferência, nada de importante. Tomei meu rumo pela Bourbon St para a casa da minha amiga, mas parando é claro entre um bar e outro para curtir um som e tomar mais cerveja... ;-)

Em breve, a segunda parte!

Ah, se você leu tudo até aqui, parabéns! Pois agora você sabe que quiser os slides das palestras, é só acessar esta página e clicar na sessão que lhe interessar. Muitos palestrantes já submeteram os seus slides para a Apache anexar ao site.

[]'s
Postar um comentário
Contato

Email:bruno.borges(at)gmail.com

LinkedIn: www.linkedin.com/in/brunocborges
Twitter: www.twitter.com/brunoborges
Comprei e Não Vou
Rio de Janeiro, RJ Brasil
Oracle
São Paulo, SP Brasil